Get Adobe Flash player

 

• Agrupamento de Escolas Comendador Ângelo Azevedo, representado pelo diretor Dr. António Figueiredo que determina a Escola sede do Projeto CIEE - Clube de Inteligência Emocional na Escola - Aprender a Ser Feliz.

• Escolas aderentes, representadas pelos respetivos diretores, que se comprometem a proporcionar as condições necessárias à implementação e funcionamento do Projeto CIEE - Clube de Inteligência Emocional na Escola - Aprender a Ser Feliz:

           Escola E.B. de Tadim, Braga

           Escola E.B. de Infias, Vizela

           Escola E.B. de Gervide, Oliveira do Douro, Gaia

           Escola E.B. de Valadares, Gaia

           Escola E.B. Sophia Mello Breyner, Arcozelo, Gaia

           Escola E.B. de Milheirós de Poiares, Feira

           Escola E.B. Dr. Ferreira da Silva, Cucujães, Oliveira de Azeméis

           Escola E.B. Comendador Ângelo Azevedo, Oliveira de Azeméis

           Escola E.B. Dr. José Pereira Tavares, Pinheiro da Bemposta

           Escola E.B. Dr. João Rocha (Pai), Vagos

           Escola E.B. Monsenhor Miguel de Oliveira, Válega, Ovar

           Escola Secundária Dr. Serafim Leite, S. João da Madeira

           Escola Secundária de Vagos

A cerimónia continuou com os testemunhos de alunos que frequentam o Clube de Inteligência Emocional em diversas escolas e também de uma mãe que frequenta o primeiro Clube de IE para Pais e Encarregados e Educação que está a funcionar na escola sede do Projeto.

No passado dia 18 de Outubro de 2011, durante a edição “Azeméis é Social”, havia já sido assinado um protocolo entre a mentora do Projeto e o Município de Oliveira de Azeméis, representado pelo Presidente da Câmara Municipal, Dr. Hermínio José de Sobral Loureiro Gonçalves, que afetou ao Projeto CIEE, a tempo parcial, uma Psicóloga e uma Técnica de Serviço Social da Divisão Municipal de Ação Social (DIMAS) da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, que são responsáveis pela dinamização do Clube da Inteligência Emocional na Escola “Aprender a Ser Feliz” implementado nas seguintes IPSS concelhias:

• Infantário da Santa Casa da Misericórdia - Oliveira de Azeméis

• Obra Social de São Martinho da Gândara - São Martinho da Gândara

• Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho - Oliveira de Azeméis

• Patronato Santo António - Pinheiro da Bemposta

A cerimónia terminou com os testemunhos da equipa da DIMAS e das responsáveis por estas instituições. Assistimos também ao testemunho dos alunos, pais e respetivas educadoras. Os presentes ficaram maravilhados com os resultados observados por todos os intervenientes, em especial o testemunho dos pequeninos que foi visionado em graciosos filmes.

Deixamos aqui alguns testemunhos de pais destas crianças de 5 e 6 anos de idade que, após 3 meses de trabalho, apenas, já sentem os seus filhos viver mudanças significativas:

Está menos impulsivo e pensa mais antes de fazer asneiras, aceita e compreende melhor algumas atitudes que nós pais tomamos.

           Interage mais com a irmã, partilha mais as coisas!

           É mais ponderado, melhorou o seu nível de concentração.

           Mais expressivo, preocupa-se mais em merecer o elogio pelo comportamento adequado!

           Mais sereno, consegue ter uma opinião mais crítica sobre o seu comportamento.

           Mais calma e ponderada.

          Algumas melhorias no autocontrolo

           Gosta de ouvir músicas e associa a sua emoção ao ouvi-las.

           Consegue concentrar-se mais e responde melhor aos estímulos mantendo-se por mais tempo concentrado.

           Mais atenta na alimentação (no paladar, ao que sabe e como saboreia) “ser feliz”, é o mais importante para ela.

           Antes de deitar explica-me o exercício de meditação e ensina-me a canção com os olhos fechados.

           Não o acho tão impulsivo. Creio que em certas situações ele está mais moderado.

           Deixou de fazer birras. Ficou mais concentrada nas refeições.

           Menos impulsiva e mais calma.

           Reflete mais sobre as suas ações, sentimentos e comportamentos.

           Canta. Avalia e autoavalia várias situações do dia-a-dia.

           Observa mais os sentimentos. Por vezes mais concentrada. Conseguimos gerir melhor as suas birras.

           Imita as pessoas adultas e faz às bonecas ou, durante o dia, na escola, o que ouve nas sessões. Está um pouco mais calma.

           Está mais concentrado nos trabalhos que realizamos em conjunto, conseguindo levá-los até ao fim.

           Uma boa ajuda nesta tarefa tão difícil que é educar. Obrigada!

Perante os resultados acima narrados sentimos que o nosso trabalho está a dar frutos e que estes, com as suas sementes, em mais frutos se multiplicarão, cumprindo nós aquilo a que nos propusemos no lançamento pioneiro deste clube: proporcionar aos jovens vivências/ferramentas que os conduzam a uma vida serena, pacífica e humanizante e humanizadora. Temos a firme certeza que brevemente seremos muitos, em todas as escolas do país e em qualquer outro lugar onde os jovens nos conduzam.

No final da cerimónia, que se estendeu até ao final da manhã, dada a fluência e paixão dos intervenientes, foi servido um ligeiro beberete onde os intervenientes puderam confraternizar e partilhar motivações e sonhos.

No próximo sábado, dia 24 de Março, reúnem os professores e psicólogos, (habito mensal) em sessão de trabalho para novos desafios.